Mapinfo para Telecom - Parte 4 (Usando Voronoi para LAC, Performance KPI e Outras Análises)

-junho de 2012+
dstqqss
272829303112
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
1234567
  • RSS
  • Subscribe

Estatísticas

  • Entradas (54)
terça-feira, 26 de junho de 2012 20:41:00 Categories: Mapinfo Relatórios e Apresentações
Rate this Content 2 Votes

Seja na área de Telecomunicações ou TI, qualquer novo conhecimento adquirido torna-se um ponto a mais em nossa experiência profissional, um bônus. Mesmo que você utilize ou não, vale a pena pelo menos conhecer novas possibilidades. Assim, caso você venha a precisar futuramente, sabe que pode dispor desse conhecimento.

Um exemplo disso é a utilização da função Voronoi, em programas como por exemplo o Mapinfo, e que pouca gente conhece.

 

Vamos então conhecer hoje o que é o Voronoi, e também uma aplicação prática (e muito interessante) do mesmo.

 

 

 

 

O que é Voronoi?

Voronoi vem do nome do matemático russo Georgy Feodosevich Voronoy, que criou um modelo ou uma função que cria uma região de polígonos próximos, a partir de um conjunto de pontos. Para cada ponto, é criada uma região em volta do mesmo, contendo a área mais próxima desse ponto.

A região Voronoi também é conhecida como ‘Dirichlet tessellation’ ou ‘Thiessen polygon’.

Não é difícil de se entender o conceito básico aplicado em uma região (por exemplo um quadrado), com 1, 2 ou 4 pontos distribuidos uniformemente.

 

Mas e quando esses pontos não são distribuidos de forma uniforme, ou a nossa região é bem mais complexa?

Aí a coisa complica. Por isso precisamos da ajuda de uma função matemática. Mas como sempre, fica mais fácil de entender visualizando.

Vamos então conhecer como utilizar o Voronoi no nosso dia a dia?

 

Voronoi para polígonos das Células da Rede

Como exemplo, vamos criar os polígonos Voronoi para as células de nossa rede.

Para isso, vamos utilizar os dados de nossa rede fictícia, já usada em outros tutoriais.

 

Para facilitar o acompanhamento, baixe os arquivos de exemplo.

 

Download

Para baixar gratuitamente os arquivos deste tutorial, clique aqui.

Para saber como obter todos os arquivos e códigos do Sistema Hunter, clique aqui.

 

Criando os polígonos no Mapinfo

A forma de se obter o mapa da rede no Mapinfo a partir dos dados de uma tabela do Excel (como a fornecida no exemplo) já foi demonstrada em outros tutoriais, assim podemos partir do ponto onde temos a mesma aberta.

Importante: a criação dos polígonos será feita a partir dos pontos utilizados quando você criou os pontos no mapa do Mapinfo. Se você deseja uma visualização a nível de célula, não deve utilizar a Latitude e Longitude do Site (1), mas sim da Célula (2)! (Uma valor de 50 metros de distância do site, na direção do azimute é uma boa aproximação). É claro que isto vai depender da sua análise. Se deseja polígonos por Site, você pode usar as coordenadas do mesmo.

 

 

Acessando o Menu: ‘Table’ (1) -> ‘Voronoi’ (2) podemos começar a criar o nosso novo mapa. Na janela ‘Table Voronoi’ você escolhe de qual tabela vai utilizar os pontos (3) e onde os resultados devem ser armazenados (4). No nosso caso, vamos deixar a opção ‘<New>’ (5) para criar o dados em uma nova tabela. Clique no botão Next (5).

 

Na janela ‘New Table’, com as definições da nova tabela, também temos algumas escolhas. Vamos deixar as opções padrão, abrindo um novo mapa (1) e usando criando a nova estrutura a partir de nossa tabela original (2). Clique no botão ‘Create’ (3).

 

Temos agora a janela ‘New Table Structure’, onde podemos definir a estrutura da nossa nova tabela, inclusive podemos adicionar novos campos. Mas vamos deixar como está e simplesmente clicar no botão ‘Create’ (1).

 

Com tudo pronto para criarmos a nossa nova tabela, o Mapinfo abre a janela ‘Create New Table’. Navegamos até onde desejamos salvar a nova tabela, e damos um novo nome à mesma, por exemplo ‘tbl_Network_VORONOI.TAB’(1). Clique no botão ‘Save’ (2).

 

Por fim, surge a janela ‘Data Aggregation’, onde podemos indicar o campo para fazer a agregação dos dados. Escolha por exemplo ‘CELLNAME’ (1) e clique no botão ‘OK’ (2).

 

Finalmente a nossa nova tabela é criada, contendo os polígonos Voronoi!

 

A partir desse ponto, as possibilidades são muitas, resta apenas praticar, por exemplo criando mapas temáticos para o nosso mapa. (Também já vimos em outros tutoriais como criar mapas temáticos, por isso não há necessidade de explicar aqui).

 

Criando por exemplo um mapa temático de ‘LAC’ (para a nova tabela que criamos, e que contém os polígonos), temos o resultado abaixo.

 

Nesse mapa já podemos perceber algo estranho, uma única célula com o LAC igual a 5 (polígono amarelo no mapa). Já temos aí a identificação de um possível problema, e portanto, a oportunidade de corrigí-lo!

Diversas outras análises são da mesma forma possíveis, como pode exemplo o mapa abaixo que mostra a distribuição de ‘Tilt Mecânico’.

 

O mesmo pode ser feito para qualquer outro tipo de análise que você deseje, como Tráfego, Queda de Chamadas, etc. Basta que os campos estejam presentes no arquivo original.

Nota: É claro que essa aproximação que obtivemos aqui não representa a substituição de análises mais precisas, como ferramentas de predição que utilizam por exemplo a base de relevo. Mas com certeza é uma aproximação muito razoável, e quem sem dúvida pode e deve ser aplicada.

Até porque representa uma outra forma de visualização, podendo inclusive ser confrontada com as predições por exemplo, já que temos as regiões onde cada ponto é o mais próximo, ou seja, ‘teoricamente’ deveria ser o melhor servidor.

 

Aplicação Voronoi em JAVA

Se você tiver interesse no assunto, pode fazer uma pesquisa na Internet, e encontrará bastante material sobre esse assunto.

Destacamos um site com uma aplicação em Java onde você pode praticar a criação do Voronoi, simplesmente clicando (e adicionando) pontos. O Voronoi vai sendo automaticamente criado e modificado.

http://www.cs.cornell.edu/Info/People/chew/Delaunay.html

 

 

Conclusão

Esta foi então mais uma dica para tornar o seu trabalho cada vez mais produtivo, mostrando uma nova forma de visualização dos dados de sua rede, permitindo por consequência uma análise mais eficiente.

Utilizando o Mapinfo, podemos criar rapidamente um mapa com os polígonos mais próximos ao redor de cada célula. A partir desse mapa, podemos realizar diversos tipos de análises, como de Performance e Parâmetros!

Se você gostou, pedimos apenas que nos ajude, compartilhando esse e outros tutoriais com os seus amigos. Para isso, você pode por exemplo usar os atalhos de compartilhamento logo abaixo.

Continue conosco, pois estamos sempre buscando e disponibilizando as melhores dicas para você!