O que é o Modo Field Test nos Celulares?

Postado por leopedrini segunda-feira, 11 de abril de 2011 09:10:00 Categories: Curso
Rate this Content 1 Votes

A avaliação da rede através da tela do celular é possível, utilizando o recurso conhecido como Field Test.

Entretanto, não há muita documentação disponível sobre essa funcionalidade, por isso vamos falar um pouco sobre isso hoje.

 

 

 

Motivação

Permitir que um profissional de Telecom e TI tenha acesso a informações de engenharia da rede.

 

O que é Field Test?

Field Test também é conhecido como Test Mode, Engineering Mode, Net Monitor ou alguma outra variação parecida.

O aparelho celular é um receptor/transmissor, que 'conversa' com as Estações Rádio Base (ERB's) através de Mensagens. Recebe e decodifica mensagens como nível de sinal recebido, canais de controle, células vizinhas, etc.

Todos os celulares tem necessariamente que 'conhecer' essas informações para por exemplo acessar o sistema, realizar uma chamada ou fazer um handover.

O Field Test é o recurso que apresenta esses dados na tela do celular.

 

E este Recurso está presente em todas as Marcas e Modelos de celulares?

Todas essas informações são 'inúteis' para a grande maioria dos usuários. Por esse motivo, essa funcionalidade – geralmente – não vem 'aberta'.

Entretanto, as informações são muito importantes para os profissionais que sabem o que elas significam.

Por exemplo, você vê no Field Test: RxPwr -90 dBm. O que isto significa?

 

Um profissional saberá que isto significa que o nível de sinal é de -90 dBm; Mas ainda assim deverão ser analisados outros parâmetros, vizinhança, condições do Link Budget (tecnologia usada - GSM, CDMA, UMTS, LTE...), local outdoor ou indoor, entre outros.

Conhecendo as informações da célula servidora (canais de controle, voz, etc...), e informações das vizinhas por exemplo, o profissional poderá decidir por exemplo se é necessário fazer algum tipo de ajuste no sistema.

As possibilidades são inúmeras. Mais uma vez, porém, úteis apenas para profissionais da área.

 

E como acessar o Field Test no meu celular?

Isso depende. Entenda o Field Test como um software ou aplicativo básico que mostra os dados na tela do móvel.

Praticamente todos os celulares CDMA vem com esse 'software' Field Test instalado. Basta conhecer a sequência de teclas que deve ser digitada e pronto. (Em alguns modelos você precisa entrar na programação e habilitar essa opção).

Já os celulares GSM em geral não vem com o Field Test 'instalado'. Para acessar o Field Test, você deverá primeiro instalar um software no aparelho.

 

 

E isso é permitido?

Aí é que começam as dúvidas, e se é permitido ou não. Em geral, se o seu aparelho estiver na garantia, a resposta é não – você não vai querer perder a garantia, vai? Além disso, surge a dúvida sobre instalação de softwares proprietários de fabricantes – algumas empresas desenvolvem softwares para seu uso específico – e não são disponibilizados para o público externo. O que acontece é que alguns desses softwares acabam vazando.

 

Como o objetivo aqui é apenas informar, vamos dar uma explicação sobre tudo o que está envolvido nestes processos. Assim, você poderá tirar suas próprias conclusões sobre o que pode ser feito.

 

Alterar o Software do Celular

Alterar o software instalado – flashear – é uma opção do próprio usuário, por sua conta e risco. Essa operação, assim como o desbloqueio, se realiza por meio do cabo do celular ligando o mesmo a um computador com um software específico instalado.

Geralmente as alterações são feitas por Assistências Técnicas, mas podem ser feitas por ou mobile hackers, principalmente em casos de desbloqueio (unlock) de aparelhos – por exemplo para permitir colocar chip de outra operadora, liberar bluetooth, colocar papeis de parede, etc. Algumas operadoras fornecem seus aparelhos totalmente desbloqueados; outras, preferem bloquear ao máximo. Portanto, deve-se analisar cada caso, dependendo das regras do páis, das regras de liberação de aparelhos das operadoras, etc.

Falando de forma mais técnica, os celulares tem uma memória especial chamada EEPROM. Nessa memória é que encontram-se as informações do aparelho, e as mesmas são resgatadas pelo mesmo quando necessário. Ou seja, da mesma forma que as placa mãe dos computadores tem uma memória onde armazenam o seu sistema operacional, essa memória armazena o sistema operacional que gerencia todo o celular. Como a maioria delas é de acesso leitura/escrita, é possível apagar o sistema operacional e trocar por outro melhor - update. Ou simplesmente agregar aquilo que seja necessário.

Em resumo, o celular vem com algumas funções/características 'travadas', mas se for 'flasheado', essas funções podem ser liberadas.

Porém, como mencionamos, algumas dessas operações não são legais. Por exemplo, podem ser liberados sons polifônicos, espaço (KB), jogos Java. Mas se a sua operadora não permite isso, passamos a ter um procedimento ilegal.

É bom lembrar que existem outros perigos: um celular mal flasheado pode parar de funcionar, ou no mínimo ter que ser levado para a Assitência Técnica Autorizada faça um reparo – o que vai gerar custos!

Existem inúmeros sites que auxiliam nessa tarefa, todos alertando para os eventuais riscos dos danos que podem ocorrer. Esse não é o foco do nosso site, por isso, fica a seu critério procurar mais sobre esse assunto, por exemplo no Google.

Mais uma vez, voltamos a lembrar: as modificações não são tão simples, e deverão ser feitas por sua conta e risco – inclusive legais.

É claro que existem as instalações legais de softwares fornecidos oficialmente pelos fabricantes para as operadoras, principalmente em casos de testes de homologação de novos aparelhos.

 

E também as fornecedidas pelos próprios fabricantes, os chamados Software Updates, por exemplo para o usuário resolver algum problema com a versão do aparelho (bugs). Nesses casos, vale sempre a pena seguir os passos abaixo.

  • Fazer um backup completo do aparelho;
  • Estar com a bateria do aparelho totalmente carregada (indispensável);
  • Escolher a atualização adequada para seu aparelho;
  • E ter paciência: pois leva um bom tempo para as atualizações serem aplicadas.

 

Android

Mas atualmente, um novo cenário está surgindo, criando uma nova forma de se enxergar os aplicativos de celulares – incluindo aqui o Field Test.

Grande parte dessa revolução deve-se ao novo sistema operacional do Google para celulares: o Android.

Isso porque o Android permite que qualquer um desenvolva aplicativos que utilizam as informações disponíveis. O serviço inclui um SDK – Software Development Kit, bibliotecas externas, aplicações, serviços de hospedagem, API's.

Assim, para termos um Field Test para um aparelho rodando Android, basta que seja desenvolvida uma aplicação que manipule as informações do mesmo – como se fossem variáveis na programação – e apresente as mesmas em uma interface na tela do aparelho.

Quando alguém desenvolve uma nova aplicação, a mesma pode ser submetida ao Andoid Market, ficando disponível para todo mundo que usa o Androidd instalar. Existem aplicações gratuitas e pagas.

https://market.android.com/apps/TOOLS

 

Exemplo de Aplicação do Tipo Field Test com Android

Existem inúmeras aplicações já desenvolvidas com o conceito do antigo Field Test. Certamente, inúmeras outras também serão criadas, e cada vez mais teremos verdadeiros softwares de drive test.

Somente para ilustrar, vamos ver um desses programas, o RF Signal Tracker.

E a melhor forma, é vendo algumas telas capturadas com o programa em execução.

Abaixo, vemos uma tela padrão, bem parecida com os Field Test que estamos acostumados nos aparelhos antigos.

 

Mas agora, começa o melhor. Como o aparelho já tem GPS, você pode fazer um verdadeiro drive test online, inclusive mostrando o melhor servidor! Veja uma outra tela do RF Signal Tracker.

 

E as opções não param por aí. Você tem por exemplo opções de gravar os dados, e depois exportar, para uma análise mais completa em seu computador.

 

Se quiser mais informações sobre esse programa, você pode acessar o site:

http://sites.google.com/site/androiddevelopmentproject/home/rf-signal-tracker

 

 

E então, ainda se contenta com a antiga tela de Field Test dos aparelhos convencionais? Pois bem, não é difícil perceber que o seu futuro está com os dias contados, não é mesmo?

Conclusão

Esse foi um breve tutorial apresentando informações sobre o Field Test de aparelhos celulares, um programa que mostra as principais informações da rede na tela do celular, permitindo que o profissional responsável tome as medidas necessárias.

Como sempre, esperamos que tenham gostado.