Hunter Mapbasic Tool - Análise de Plano de Frequência e Lista de Vizinhos GSM

quinta-feira, 29 de setembro de 2011 15:35:00 Categories: Analysis Hunter Mapbasic Mapinfo
Rate this Content 1 Votes

O Planejamento de Frequências e a Verificação de Vizinhas são duas das principais tarefas necessárias para garantir uma Rede Otimizada eficientemente.

 

 

Essa análise pode ser feita de diversas formas, e uma delas é através da verificação Geo-Referenciada, onde os eventuais problemas de ‘Interferência’ ou de ‘Vizinhas Não-Declaradas’ podem ser facilmente identificados.

O Google Earth é um bom local para esse tipo de inspeção, mas o Mapinfo também tem as suas vantagens – principalmente em termos de interatividade (é mais fácil por exemplo criar um evento quando um usuário clica numa célula no Mapinfo do que no Google Earth).

E como já falamos em tutoriais anteriores, o Mapinfo tem uma Linguagem de Programação própria – Mapbasic - que permite a criação de Arquivos Compilados (do tipo ‘MBX’), que podem ser executados como Programas no Mapinfo.

O Aplicativo que vamos mostrar hoje é um desses arquivos (MBX). O código (MB) como sempre será disponibilizado para os Usuários Hunter. E o tutorial de hoje vai ser um pouco diferente – será mais voltado sobre a utlização da Ferramenta, como um pequeno ‘Help’.

Vamos então mostrar como utilizar a Ferramenta em exemplos simples de Análises, mesmo para você que não é usuário do Hunter – que pode baixar o MBX e utilizar com os dados de sua rede!

Então vamos lá.

 

Download

Para baixar os arquivos deste tutorial, clique aqui.

Observação: O Hunter SDK é o conjunto de ferramentas criadas e demonstradas no telecomHall – incluindo as Macros e Códigos. O Hunter SDK somente é enviado para Colaboradores Doadores, como forma de agradecimento pela contribuição realizada e reconhecimento do esforço dedicado. Clique aqui se desejar saber mais.

 

Dados de Entrada

O dado de entrada da ferramenta é basicamente um arquivo de tabela do Mapinfo (‘.TAB’) com os dados da rede, organizados por linha – cada linha tem os dados de uma determinada célula.

 

No tutorial anterior mostramos como obter esse arquivo a partir dos dados existentes na rede automaticamente com o Sistema Hunter – por exemplo buscando os dados do ‘Database’ com o ‘dump’ diário de Parâmetros de Configuração do Sistema (BCCH, BSIC, etc...) e também da ‘Base de Dados’ Físicos (Latitude, Longitude, Azimutes...).

Essa geração automática é interessante, pois os dados já são disponibilizados no formato que o Mapinfo lê, ou seja, já estão prontos para serem abertos e utilizados.

Mas é possível chegar ao mesmo resultado manualmente – a partir de uma tabela do Excel com os dados necessários .

 

Então, se você não deseja utilizar a ferramenta, primeiro crie uma Planilha do Excel com os dados conforme a Planilha desse exemplo (disponível para Donwload).

Em seguida, abra essa Planilha no Mapinfo, e crie pontos para a mesma (Utilizando ‘X’ para ‘LONGITUDE’ e ‘Y’ para ‘LATITUDE’). Esse é um procedimento que já mostramos em diversos outros tutoriais, e você já deve estar familiarizado.

Após criar os pontos, você pode incluir uma Janela de Mapa como mostrado abaixo. (Também já mostramos como se faz isso).

 

Pronto, agora você já pode utilizar a ferramenta. Então vamos lá.

 

Interface

A Interface da Ferramenta é uma Barra de Tarefas padrão (‘Hunter Tool’), com botões específicos para cada tipo de ação.

 

‘Create Symbols’

A primeira ação a ser feita é criar símbolos para a os dados. Para isso, clicamos no botão ‘S’.

 

Após clicarmos no botão, surge a caixa de diálogo ‘Symbol Edit’.

 

Após clicar no botão ‘OK’ os símbolos são gerados para os setores. A ação será um pouco diferente de acordo com os valores selecionados nos ‘checkboxes’.

Os dois primeiros definem o Tamanho do Símbolo:

  • ‘Use Symbol Size from Table’: faz com que o tamanho dos símbolos seja o que está definido na tabela original dos dados (no nosso caso, 200 metros).
  • ‘Use Symbol Size as bellow: Symbol Size(m)’: utilize o valor da caixa de texto como tamanho dos símbolos.

Os dois últimos checkboxes definem a Área (Zoom) onde onde os símbolos serão criados/modificados:

  • ‘Create Symbol For ALL Map’: cria os símbolos - com o tamanho de acordo com as seleções anteriores – para TODO o Mapa.
  • ‘Create Symbol only For Map Zoom’: cria os símbolos para o Zoom Atual.

Independente da combinação, os símbolos serão gerados.

 

Agora podemos fazer as verificações.

 

Legendas

Antes porém, é muito importante termos as Legendas disponíveis para os mapas temáticos que serão apresentados.

Você pode utilizar o botão ‘Show/Hide Legend’ da Barra de Tarefas ‘Main’.

 

Mas uma forma mais recomendada é fazer com que a Legenda seja embutida no mapa. Para isso, acesse o Menu: ‘Tools’ (1) -> ‘Thematic Legend Manager’ (2) -> ‘Embed Thematic Legend’ (3). Nota: Se você não tem esse Menu aparecendo no Mapinfo, acesse o Menu: ‘Tool Manager’ (4), localize e habilite o ‘Legend Manager’.

 

‘View Frequencies’

A próxima ação é bem mais interessante: ‘View Frequencies’. Para isso, clicamos no botão ‘F’.

 

A opção mais natural é em seguida clicar em uma determinada célula.

 

A Frequência de Referência (‘REF’) – da célula que você clicou – fica na cor Vermelha. No mesmo Mapa, podemos visualizar os ‘CO-CHANNEL’ (também em Vermelho), e os ‘ADJ-CHANNELS’ Inferior (Verde) e Superior (Azul).

Se o canal estiver sendo utilizado como ‘BCCH´, o símbolo é totalmente preenchido – ‘Cor Sólida’. Se ele estiver sendo utilizado com ‘TCH’, o símbolo é ‘Hachurado’.

Quando clicamos em algum outro local no mapa (1) que não seja uma célula, surge uma nova caixa de diálogo, e aí podemos então inserir uma Frequência específica para visualizar.

 

Inserindo uma nova Frequência, um novo mapa temático é gerado.

 

Uma outra forma de alterar a Frequência de Referência (‘REF’), é movimentar o Mouse (1) para a direita – incremento  ‘+1’ na Frequência de Referência atual) e para a esquerda (decremento ‘-1’)

 

‘View BSIC, HSN e MAIO’

As mesmas ações mostradas para Frequências (BCCH/TCH) são aplicadas também aos demais parâmetros: BSIC, HSN e MAIO. Para isso, utilizamos os botões correspondentes ‘B’, ‘H’ e ‘M’.

 

‘View Neighbors’

Uma ‘Lista de Vizinhos’ corretamente configurada é uma das mais importantes exigências para uma melhor Performance geral da rede. É crucial que as Vizinhas estejam corretamente declaradas, caso contrário, certamente teremos Quedas de Chamadas.

Clicando no botão ‘N’, e em seguida clicando em uma célula qualquer (1), você tem uma rápida verificação de como elas estão declaradas. Em ‘Vermelho’, a célula ‘Servidora’, e em ‘Verde’, as Vizinhas da mesma.

 

‘Add/Remove Neighbors’

Para Adicionar ou Remover Vizinhas, clique na célula Servidora, e arraste o Ponteiro do Mouse para a nova Neighbor desejada.

 

Se a célula destino já estiver declarada (Verde) ela é removida (fica Branca). Se ela não estiver declarada, ela é adicionada (e passa a aparecer como Verde) (1).

 

Uma boa utilização para esta ação é ajustar a sua ‘Lista de Vizinhos’, verificando casos críticos onde Vizinhas naturais ou até óbvias (por exemplo células próximas e apontando uma para a outra) não estão declaradas.

Após fazer os ajustes necessários, você pode exportar os dados da tabela no formato ‘CSV’ por exemplo, e trabalhar com esses dados no Excel ou Access. Os mesmos podem ser utilizados como referência para criação de ‘scripts’ para atualização nas OSS’s. Ou pelo menos para uma verificação mais detalhada, por exemplo com a avaliação de Contadores de Handover.

Para exportar a tabela, acesse o Menu: ‘Table’ (1) -> ‘Export...’ (2). Na caixa de diálogo ‘Save As’, escolha o formato ‘CSV’ (3).

 

A nova ‘Lista de Vizinhas’ pode ser verificada no arquivo exportado.

 

Nota: é claro que a Ferramenta pode ser utilizada para isso, mas existem outros módulos do Hunter que vamos conhecer em breve, que faz esse e outros trabalhos de forma muito mais prática, por exemplo o módulo que que faz o ‘Neighbors Audit’, como sempre construído em Access/VBA. Ainda existem outros módulos – também a serem publicados em breve – que cobrem a análise de Frequências e de ‘Lista de Vizinhas’ no Google Earth.

De qualquer forma, a ferramenta representa um excelente apoio para investigações rápidas da configuração da rede, principalmente em análises pontuais como para atender uma reclamação de cliente.

 

Edições no Mapinfo

Perceba que você pode continuar usando todas as funções do Mapinfo normalmente. Por exemplo, acessando o botão ‘Info’ na Barra de Tarefas ‘Main’, você inspeciona todas as informações do mesmo.

 

E também pode Inserir/Remover ‘Labels’, como você faz normalmente (1).

 

Uma dica aqui é a utilização de Expressões, de acordo com a sua necessidade de visualização.

 

Por exemplo, utilizando a expressão abaixo:

CELLNAME + Chr$(13) +"B:"+BCCHNO+" T:"+TCH0 + " " +TCH1 + " " +TCH2 + " " +TCH3 + " " +TCH4

Temos uma vizualização como a seguir.

 

 

‘Edit Cells’

De qualquer forma, temos uma caixa de diálogo na ferramenta que nos permite fazer pequenas edições na tabela de trabalho – e consequentemente nas nossas visualizações. É a ação ‘Edit Cells’, acessada através do botão ‘E’.

 

As opções de edição não são o objetivo principal da ferramenta, mas serve como auxiliar, principalmente em algumas tarefas de localização, ou de edição rápida.

Por exemplo, você pode digitar o nome da sua célula, e clicar no botão ‘Find’. Em seguida, clicando no botão ‘Center in Map’ a mesma é centralizada na sua tela.

Uma outra boa utilização é para verificar a eficiência de uma determinada alteração. Por exemplo, você pode fazer uma ressintonia de BCCH para uma nova frequência, e aí ver como fica o novo cenário.

E você também pode alterar o tamanho do símbolo de uma célula específica, clicando no botão ‘Alter Symbol’.

Você pode remover uma célula, clicando no botão ‘Remove’. E também Mostrar/Ocultar os Labels do mapa simplesmente clicando no botão ‘Label’.

E você pode ainda inserir uma nova célula. Para isso, em qualquer célula – de preferência cujos dados mais se aproximem daquela que você vai criar – edite o texto da primeira caixa de texto ‘Cell:’. Em seguida, clique no botão ‘Save’. A nova célula será criada, com o novo nome atribuído, e com os dados da célula anterior.

Mas como falamos, as opções de edição são apenas auxiliares.

 

Registrando a Ferramenta

Se você não é um usuário Hunter, e consequentemente não recebe os códigos (VBA, Mapbasic, etc..), você pode utilizar a ferramenta mesmo assim. No arquivo disponível para Download, você encontra o arquivo compilado (‘MBX’), e também um exemplo de arquivo no Excel com os dados da rede.

Quando você executa o mesmo, surge uma tela informando como proceder para registrar gratuitamente.

 

Clique no botão ‘OK’, e clique no botão ‘R’ da ferramenta (1). Na tela ‘Registration’, selecione e copie o número ‘Request ID Number’ (2). Em seguida, envie o mesmo via email para o telecomhall (2).

 

Assim que recebermos a sua solicitação, enviaremos gratuitamente o Código de Registro (‘Hunter Key’). Basta colar essa chave recebida no local informado (4), e clicar em ‘Register’ (5).

Então é isso. Ficamos aqui por hoje.

Uma grande quantidade de novos módulos está pronta para ser publicada, envolvendo inúmeros Softwares que você já possui (Microsoft Office – Access, Excel, Outlook... Mapinfo, Google Earth, AutoIt, entre outros).

Além disso, as Dicas de Telecom e TI continuam sendo publicadas regularmente. E em breve retornaremos com a publicação de Tutoriais no estilo ‘Curso’ sempre explicando de forma simplificada pontos importantes para o melhor entendimento do assunto.

Por isso, não deixe de continuar acompanhando, e melhor, praticando para que você consiga acompanhar a evolução de forma produtiva. Se deixar acumular, fatalmente perderá grandes dicas. Lembre-se que aqui nos preocupamos mais em ensinar e compartilhar com você tudo aquilo que você pode usar para alcançar o sucesso em seu trabalho, só cabe a você e a mais ninguém aproveitar.

 

Conclusão

Vimos hoje mais um módulo do Hunter, agora uma Ferramenta muito interessante para inspeção rápida do Plano de Frequência GSM e também para Verificação de Lista de Vizinhos.

Esses são pontos de extrema importância na Otimização, e consequentemente Performance da Rede.

Agradecemos a visita, e mais uma vez agradecemos àqueles que reconhecem o nosso esforço, e contribuem com a Doação para receber todo o Sistema Hunter.

Lembre-se sempre: o conhecimento que você adquire a cada tutorial pode representar o seu diferencial!